Mais Acessadas

Sobe para quatro o número de mortos em confrontos em Gaza

Tanques israelenses dispararam contra palestinos e feriram outros 25


Em 10 de novembro, 2012 - 16h04 - Mundo

Ataques de tanques israelenses mataram ao menos quatro palestinos e deixaram outros 25 feridos neste sábado (10). Relatos iniciais falavam em dois mortos no confronto.

A ação teria sido uma retaliação a um ataque a militares israelenses na região da faixa de Gaza.

Segundo testemunhas palestinas, palestinos dispararam um foguete contra um veículo militar israelense que circulava na fronteira, o que foi respondido com tiros de artilharia israelense.

Segundo a rádio militar israelense, que cita fontes palestinas, os combatentes palestinos dispararam um míssil anti-tanque que fez o veículo explodir.

Três soldados israelenses ficaram feridos na explosão, dois deles em estado grave, informaram fontes militares do país. Até o momento, o exército israelense não fez declarações oficiais sobre estes enfrentamentos.

O número de mortos foi um dos maiores em um único incidente em Gaza nos últimos meses. Moradores disseram que uma tenda lotada usada como local de um velório no bairro de Shijaia, perto da Cidade de Gaza, estava cheia de pessoas prestando homenagens a um homem enlutado, quando uma bomba os atingiu.

Militares israelenses reforçam a patrulha na Faixa de Gaza (Foto: Reuters//Amir Cohen)
 

Ambulâncias, carros privativos e motocicletas levaram os feridos às pressas para o hospital, disseram testemunhas. Dentre os mortos estava um rapaz de 18 anos.

"A mira da ocupação contra civis foi uma grave escalação, que não deve passar em silêncio", disse o porta-voz do Hamas, Fawzi Barhoum. "A resistência deve ser reforçada para bloquear a agressão."

Em um incidente separado em outro local, quatro pessoas ficaram feridas em um ataque aéreo israelense na cidade de Khan Younis.

Tensão crescente - O ataque aconteceu em um período de tensão crescente ao longo da fronteira entre Israel e Gaza.

Em um ataque na quinta-feira, um menino de Gaza foi morto por um tiro israelense enquanto tropas travavam um tiroteio com militantes palestinos. Pouco depois, militantes explodiram um túnel cheio de explosivos perto da fronteira.

A Faixa de Gaza, um populoso território costeiro com mais de 1,5 milhão de pessoas, a maioria deles refugiados, é controlada pelos islamitas do Hamas, que rejeitam o direito de existência do Estado de Israel.

Fonte: G1 Mundo