Mais Acessadas

Revestimento de UTI desaba e Sesma nega que haja feridos


Em 24 de janeiro, 2011 - 08h08 - Belém

 


 
Uma parte do revestimento do telhado da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto-Socorro Municipal Mário Pinotti, o PSM da travessa 14 de Março, em Belém, cedeu no começo da tarde de ontem, assustando quem estava no local. Uma funcionária que trabalhava no plantão durante o incidente relatou ao marido, por telefone, que estilhaços do forro de gesso teriam atingido uma colega de trabalho e os pacientes precisaram ser retirados às pressas, pois havia o temor de que outra parte da estrutura desabasse.


Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), responsável pelo hospital, minimizou o episódio. Segundo a nota divulgada pela Sesma, a secretaria teria sido informada tanto pela direção geral quanto pela direção clínica do PSM que, devido à chuva constante e ao vento forte da última madrugada, parte de uma telha que fica em cima do setor atingido teria se movimentado, o que criou uma goteira que atingiu uma pequena parte do forro de gesso da sala. Com a ação da goteira, um pedaço do forro de gesso, de cerca de 10 a 15 centímetros, teria cedido.


A Sesma negou que o pedaço de gesso que se desprendeu do teto tenha atingido algum funcionário. Segundo a secretaria, pacientes e servidores do hospital saíram ilesos, sendo os pacientes que estavam no setor imediatamente transferidos para outros leitos de UTI que estavam vagos. Uma equipe de manutenção do hospital foi acionada para solucionar o problema, mas o atendimento não teria sido prejudicado, nem na UTI nem no restante do prédio.

 

Ainda no começo da tarde de ontem, na porta do PSM, ninguém tinha conhecimento do incidente, confirmado apenas por alguns funcionários, que não quiseram se identificar. O responsável pelo plantão, identificado apenas como César, preferiu não fazer comentários sobre o problema.







Fonte: Amazônia