Mais Acessadas

Operação policial previne crimes no oeste paraense


Em 19 de maio, 2010 - 08h08 - Polícia

 

A Polícia Civil fez uma varredura em municípios do extremo oeste do Pará, durante operação policial entre os dias 13 e 17 deste mês. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (18). Os agentes estiveram em áreas de fronteira com o Estado do Amazonas e com a Guiana Francesa e Suriname, nos municípios de Oriximiná, Faro e Terra Santa.

 

 

Ao todo, oito policiais civis da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas percorreram estradas, rios e comunidades remotas, na localização e identificação das atividades de grupos criminosos ligados a crimes de assalto a banco e tráfico de drogas, além de agentes da Biopirataria, Pirataria Fluvial, combate ao contrabando e ações de desarmamento da população.

 

 

Também foram realizadas buscas de pessoas ligadas aos crimes de roubo e furto que atuam na região entre Juruti e Oriximiná.

 


Os trabalhos foram desenvolvidos nas rodovias que ligam Terra Santa a Faro, bem como, ao distrito de Porto Trombetas (em Oriximiná). Os policiais efetuaram ainda uma varredura nos rios e lagos da região que, nesta época, conectam-se em decorrência das cheias e permitem rotas alternativas ao escoamento de armas, contrabando e tráfico de drogas, além da facilidade de ação de grupos criminosos ligados às atividades de roubos a banco.


Em Porto Trombetas, a operação efetuou intensa fiscalização nas áreas de embarque portuário, saídas nas estradas e ligações fluviais diversas com as cidades de Terra Santa, Faro e sede de Oriximiná.

 


'Percorremos as estradas de acesso a Faro e Terra Santa. As equipes efetuaram bloqueios com barreiras policiais nas áreas remotas dos municípios, onde foram realizadas verificações em todo fluxo de pessoas e veículos', explicou o delegado Jardel Guimarães, titular da Superintendência.

 


Conforme o delegado as ações são necessárias para reduzir os índices de crimes de maior gravidade e são intensificadas, nesta época do ano na região - principalmente na área de fronteiras, pois o local é próximo ao Estado do Amazonas e apresenta proximidade com as regiões de fronteiras de outros países.

 


'A prevenção e repressão aos crimes de roubo a banco, tráfico de drogas, prostituição infanto-juvenil, desarmamento e outros crimes, vão continuar na região. Serão realizadas ações setorizadas por blocos de municípios com particularidades de acesso a meios de transportes e que formam quatro microrregiões mapeadas pela Superintendência como locais de ação integrada e com particularidades e especificidades distintas. Daí, as regiões receberem formatos diferenciados de operações policiais', ressaltou o policial.

 

 

Ainda, segundo Jardel Guimarães, ações dessa natureza são determinações da Delegacia-Geral da Polícia Civil, sob supervisão da Diretoria de Polícia do Interior (DPI).

 


O trabalho conta com recursos de inteligência, intensificação das ações de Polícia Administrativa no controle de população, integração com outras instituições de Segurança Pública, cooperação com outros Estados pelo Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e contato mais próximo com a população dos municípios da região.

 


Graças a essas ações, dois líderes de quadrilhas que atuavam em assaltos a banco no Brasil inteiro, inclusive com ações no Mercosul, foram presos, em fevereiro de 2009, em Santarém. As prisões ocorreram no momento em que os bandidos se articulavam para praticar crimes em Santarém, Oriximiná e Terra Santa.


 

Fonte: Polícia Civil