Mais Acessadas

Primeiro mês após ataque cardíaco é crucial


Por: Fonte: G1 Em 12 de novembro, 2008 - 21h09 - Saúde

As pessoas que sobrevivem a um ataque do coração correm um risco muito maior de uma morte súbita cardíaca nos 30 dias subseqüentes, conforme foi descoberto por pesquisadores.

As descobertas, que apareceram no Jornal da Associação Médica Americana de 5 de novembro, sugere que os médicos precisam supervisionar mais de perto os pacientes no mês após um ataque cardíaco e que os pacientes também precisam estar alertas a sinais de problemas.

“O primeiro mês após um infarto pode ser visto como um período de cura com reconstrução do tecido cardíaco, que é conceitualmente associado a uma propensão à morte súbita,” disse por e-mail uma autora, a Veronique L. Roger da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota, Estados Unidos.

Os pesquisadores, comandados pelo médico A. Selcuk Adabag, do Centro Médico de Assuntos de Veteranos em Minneapolis, acompanharam a saúde de quase 3.000 pessoas que haviam sofrido ataques cardíacos de 1979 a 2005.

Nos primeiros 30 dias, segundo descobriram, a taxa de morte súbita cardíaca era de 1,2% -- cerca de quatro vezes o risco que seria esperado na maioria da população, já que idade e sexo foram levados em consideração.

Mas a taxa melhorava muito nos 11 meses seguintes, caindo a um nível abaixo do usualmente presenciado na população geral.

No geral, o estudo descobriu grandes melhoras na taxa de morte súbita cardíaca em pacientes de infartos nas últimas três décadas. O declínio, dizem os pesquisadores, foi de mais de 40%. Eles atribuíram isso ao tratamento aprimorado a pessoas que acabaram de sofrer um ataque cardíaco.