Mais Acessadas

Tuna e Cepe abrem apresentações do Rainhas


Por: Redao Online Em 04 de janeiro, 2008 - 00h12 - Rainhas

Começou na noite desta quinta-feira (3), as apresentações do Rainha das Rainhas 2008. A primeira a ser conhecida foi a candidata do CEPE (Clube dos Empregados da Petrobrás).

A turismóloga e funcionária pública Giselle de Araújo, de 21 anos, provocou aplausos da torcida do clube, que busca o primeiro título no concurso. Logo em seguida a Tuna Luso trouxe à boate da sede campestre, a bailarina Maria Lúcia de Azeredo, que vai representar o tradicional clube no RR 2008.

CEPE - Aos 21 anos, Giselle de Araújo terá a chance de realizar um sonho de consumo: 'Desde criança me imagino vencendo o concurso', diz, emocionada.

Para chegar no Rainhas, Giselle fez um certo currículo. A morena já detém dois títulos de beleza, o Garota Verão de Vigia e o Rainha do Carnaval de Vigia, ambos em 2004 e na sua cidade natal.

Para ela, a experiência garantiu doses de segurança. 'Aprendi a ter total domínio de mim, do meu sorriso, dos meus movimentos. Quando piso numa passarela, me transformo', ressaltou Giselle, que está dividindo o tempo entre o trabalho na Alepa (Assembléia Legislativa do Pará) e os ensaios.

'Trabalho com emissão de identidades na Alepa, saio de lá ao meio dia, pela tarde vou malhar e ver como está ficando a minha fantasia, que já está quase pronta. Opino cade detalhe, me meto em tudo', brinca.

Quem assina a coreografia da candidata é Róbson Lima e a fantasia é do trio César Ferreira, Jefferson Leão e Leonildo Santos. 

Tuna Luso - A Tuna Luso apostou na experiência de quem conhece bem dança e coerografia. O clube centenário terá como representante a bailarina e professora Maria Lúcia Azeredo, de 20 anos.

Bons conselhos da família não vão faltar: Maria Lúcia é prima de Sandra Gil Padrão, que venceu o concurso em 1973. Boa notícia para os lusos: a prima venceu pela mesma Tuno Luso. Pé quente não vai faltar na torcida.

A candidata pesa 50 quilos, tem 1,55 metro de altura, e muita experiência no Rainhas. 'Eu participei várias vezes do Rainha das Rainhas Mirím, ganhei duas vezes o título e quatro vezes de princesa', revela.

Paixão e entrosamento com o clube também não falta. Lúcia Azeredo morou durante o ano de 2006 em Portugal onde fez parte do Companhia de Dança de Aveiro. Para ela, o Rainhas não é um sonho, mas sim um desejo. 'Estou me preparando há três meses, num ritmo intenso de academia e ensaios', conta. A coreografia de Maria Lúcia será assinada por Taís Reis e a fantasia por Jorge Pantoja.

As apresentações continuam na segunda-feira (07), com o Cassazum e o Monte Líbano, a partir das 19h30.