Mais Acessadas

'Passos da Fé, Círio da diversidade' abre amanhã


Por: Luciana Cavalcante Em 01 de outubro, 2004 - 16h04 - Círio

Quem for visitar a exposição 'Passos da Fé, Círio da diversidade’ poderá apreciar não só a mostra de ícones da festa religiosa mais importante do estado, mas uma exposição pautada na inclusão social. A mostra dá destaque aos trabalhos produzidos por pessoas portadoras de vários tipos de deficiência que participaram de um workshop de pintura, dentro do projeto social da diretoria da Festa de Nazaré. A exposição abre amanhã, a partir das 11h, no Boulevard das Feiras, na Estação das Docas.

Quarenta pessoas entre portadores de necessidades especiais e distúrbios comportamentais, participaram do workshop, que aconteceu entre os dias 13 e 17 de setembro, em parceria com a Secretaria de Trabalho e Promoção Social-Seteps. Durante a oficina, com carga horária de 20 horas, eles aprenderam a compor as obras a partir do local onde seriam expostas. A curadora da exposição, Darcilene Costa, explica que ela foi toda pensada e montada para os portadores de necessidade. 'Todas as obras poderão ser tocadas, essa é a novidade, porque permite aos deficientes visuais uma maior percepção. As obras que estão na Estação não sofreram nenhuma modificação, todas estão sendo expostas do mesmo jeito que foram criadas'. Os bastidores da concepção da mostra serão mostrados num documentário, exibido na abertura do evento.

Ficarão expostos também os trabalhos dos vencedores do concurso 'Artista Plástico Revelação do Círio 2004', escolhidos no último dia 29. Aberto ao público em geral, o concurso premiou 3 artistas com obras alusivas à festividade com um diferencial: todos os artistas tinham que usar um pseudônimo e justificar o porquê de suas obras através de uma redação. A vencedora, uma senhora de 64 anos, com deficiência visual, inscrita com o pseudônimo de Gegeca, criou uma tela que retrata o desejo da artista em acompanhar o Círio na corda. A técnica usada na tela traz inclusive objetos colados e um suporte diferenciado em madeira.

Os outros dois vencedores com pseudônimo de 'caminhando com a vovó' e Barba compuseram obras inspiradas no tema da mostra. Um deles com um trabalho com formas sintéticas na tela, que mostram os passos da aclamação e dos pedidos à Virgem, além dos ícones da festa como casinhas, brinquedos de miriti entre outros símbolos, que também podem ser tocados pelos visitantes.

Dentro da exposição há também um espaço dedicado às crianças, o 'Brincarte', onde ficarão expostos o acervo de brinquedos de miriti confeccionados pelos alunos do curso e alguns objetos que fazem parte da procissão: a berlinda; barcas de Nossa Senhora de Nazaré, Barca Nova e Barca com velas, além do carros dos anjos e 10 mantos usados nas procissões. O destaque é para os 14 cartazes usados em Círios anteriores, sendo dois deles usados no Círio de 1926.

A exposição fica até o dia 8 de outubro.