Mais Acessadas

Jogos Indígenas encerram e deixam saudades


Em 21 de junho, 2004 - 21h09 - Amazônia

Ontem a noite foi de festa em Tucuruí, sudeste do Pará. Festa que certamente deixa saudades. Durante os cinco dias dos Primeiros Jogos Indígenas, mais de 15 mil pessoas passaram pela arena montada na orla da cidade para acompanhar as competições esportivas e admirar os rituais, as danças e as manifestações culturais da população indígena.

O cotidiano de Tucuruí foi alterado com apresença não só dos competidores, mas também dos jornalistas do Brasil e do mundo lotando os hotéis da cidade, além, é claro, dos turistas. Contagiados pela maneira indígena de ser, as peças de artesanato que eram vendidas na feira de artesanato indígena, também montada durante o evento, viraram moda na cidade, brancos e brancas usavam brincos, colares e pulseiras originalmente indígenas.

O último dia de jogos foi marcado pela descontração. Brancos de várias idades se divertiam tentando reproduzir a corrida de tora, que foi demonstrada pelos índios Gavião e encantaram a todos pelo exemplo de força e tradição. No começo da festa de encerramento, os índios apagaram o fogo da pira que simbolizava os jogos indígenas. Todos os atletas, mais de 500 e de 14 etnias, receberam medalhas e troféus de participação.

Segundo Simão Jatene, que também foi conferir de perto o sucesso do evento, os Jogos Tradicionais Indígenas farão parte do calendário do Governo, mas ainda falta decidir a periodicidade do evento. O mais importante, segundo ele, é que os jogos não são apenas competições esportivas e sim uma grande celebração cultural.