06 de março, 2015 - Belém

Depois de 14 anos, Papão x Naça em jogo oficial


Foto: Akira Onuma

Depois de 14 anos, Papão x Naça em jogo oficial

Um empate em 2 x 2, em Manaus, pela Série B de 2001, foi o último jogo em que Paysandu e Nacional disputaram três pontos. Depois de 14 anos, os dois clubes voltam a ser adversários em jogo oficial, agora pela Copa Verde. Mas, no período, fizeram dois amistosos, com uma vitória de cada. O Papão venceu por 1 x 0 em Belém, em dezembro de 2011. O Naça venceu por 3 x 2 em Paragominas, em maio de 2012. No retrospecto geral dos 20 jogos oficiais, pelo Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, sete vitórias do time paraense, três do time amazonense e dez empates. Treinado por Sinomar Naves, o Nacional está em bom começo de temporada. Passou sem susto pelo Vilhena/RO na 1ª fase da Copa Verde e ganhou os dois primeiros jogos pelo estadual. O Paysandu teve seus vexames no Parazão, mas está reagindo e tem a estreia do técnico Dário Cavalcanti. Se o time bicolor ainda não passa plena confiança, pelo menos já dá esperança à torcida. Esse é um sentimento aceso para amanhã. 

Leão só tomou um gol nos últimos quatro jogos

Considerando-se que nos dois primeiros jogos do Parazão o Remo tomou três gols, tem relevância o fato de que nos quatro seguintes tomou apenas um, no empate (1 x 1) com o São Francisco. Isso tem a ver com quatro substituições no sistema defensivo (Fabiano por Camilo, Rafael Andrade por Ciro Sena, Jadilson por Alex Ruan e Ilaílson por Alberto) e mais ainda com a evolução no rendimento físico da equipe, refletida em melhor marcação. Também foi importante a função tática de Bismarki, sempre muito participativo na marcação. Ele acrescentou muito ao serviço ofensivo. Com Bismarki ao lado de Eduardo Ramos, o Remo fez seis gols e criou  muitas outras chances nos jogos contra o Rio Branco (2), São Francisco e Castanhal. É muito positivo o fato de que Zé Teodoro vem repetindo a escalação, dando identidade ao time que enfrenta o Princesa, segunda-feira, em Manaus.

Para ler a coluna completa, assine O Liberal Digital!