05 de julho, 2013 - Belém

Paysandu não volta mais para o Z4 nesta rodada


Nesta rodada Papão não volta mais para zona
       
Aberta na terça-feira, com Paysandu 4 x 3 Guaratinguetá e Bragantino 0 x 1 América/RN, a 7ª rodada da Série B vai ser concluída com dois jogos hoje e seis amanhã. Na 10ª posição com 8 pontos, saldo zero e 10 gols marcados, o Papão não corre risco nenhum de voltar para a zona do rebaixamento. Na pior das hipóteses, pode ser superado por seis clubes. Isso só aconteceria com vitórias do ASA sobre a Chapecoense em Arapiraca (hoje), do Avaí sobre o São Caetano em São Caetano, do Atlético Goianiense sobre o ABC em Natal,  e empates do Boa Esporte com o Figueirense em Florianópolis, do Oeste com o Palmeiras em São Paulo ou do Icasa com o Ceará em Juazeiro, ou ainda vitória de um dos dois no duelo cearense. Os demais jogos (América/MG x Paraná – hoje, Joinville x Sport – amanhã) não têm influência para o Paysandu.
        
Ao conquistar 8 dos 21 pontos que já disputou, o Papão está com 38,1% de aproveitamento. A julgar pelos cinco últimos campeonatos da Série B, quando a pontuação mínima para escapar da degola foi entre 43 e 48 pontos, a atual média bicolor não seria suficiente para uma garantia. Para o acesso à Série A, a média mínima de aproveitamento foi de 60%.
 

Indicativos confusos na Série C
        
A inclusão do Rio Branco/AC à última hora, como 21º clube, e a decisão de que caem três clubes do norte/nordeste/centro oeste e apenas dois do sul/sudeste tornou confusos os indicativos na Série C. O sistema de 20 clubes divididos em dois grupos começou em 2012, quando foram necessários 20 pontos para evitar a queda e 30 para a ascensão. Este ano, deve haver uma variação para mais um a três pontos nos dois casos, no grupo do Águia.
        
Na Série D o sistema se repete desde 2009 na primeira fase, com os grupos regionais e jogos de ida e volta. 1º e 2º colocados se classificam, com 8 a 10 pontos. As fases seguintes são no  sistema “mata mata”. A terceira fase já decide acesso à Série C.
 

Tendência é a CBF suspender jogo de Genus
        
A tabela da Série D indica para domingo, 17 horas, os jogos Genus x Nacional/AM em Porto Velho, Plácido de Castro x Náutico/RR em Rio Branco. No entanto, sendo notificada hoje da ação de um torcedor do Remo, já com liminar concedida pela Justiça, a CBF deve suspender o jogo do Genus. A notificação está prevista para hoje, mas a CBF já acionou seus advogados para a argumentação jurídica com que pretende negar a acusação de ilegalidade da entrada do clube rondoniense quando o campeonato já havia começado. Como o processo corre em Ananindeua, a CBF deve credenciar um advogado local, provavelmente Cristino Mendes, diretor jurídico da FPF. O pleito prioritário deverá ser de urgente julgamento do mérito. Como segundo recurso, a cassação da liminar para que os jogos do Genus possam acontecer.
       
Por enquanto, a CBF só tem conhecimento da ação pela imprensa. O advogado Válber Motta, que representa o autor da ação, preferiu estrategicamente que a notificação ficasse para a antevéspera do próximo jogo do Genus, como forma de causar mais embaraços à CBF. O objetivo é a inclusão do Remo, nem que seja através de um acordo de bastidores, inclusive porque não só o Genus, mas outros seis clubes também teriam entrado fora de prazo na Serie D como substitutos.