04 de julho, 2014 - Belém

Bernardino Santos


O desembargador Leonardo Tavares com o conselheiro Cipriano Sabino, 
presidente do Tribunal de Contas do Estado, quando recebeu para o 
TRE a lista dos gestores públicos que não tiveram suas contas aprovadas. 
São aproximadamente 700 nomes que poderão ficar inelegíveis para 
a eleição de outubro. 

A médica Maria José Mendonça 
prepara as malas para temporada 
no Rio de Janeiro.

A empresária Lúcia Falângola vai
passar uns dias com familiares 
em Belo Horizonte.

Rafael Boulhosa, ex-presidente do Rotary 
Club Belém-Sul, esteve presente na posse do 
empresário Joy Colares, que irá presidir o 
período de 2014/2015. O Belém-Sul trabalha 
há 30 anos na cidade de Belém, já tendo feito 
diversos trabalhos junto às comunidades 
carentes da cidade de Belém. 

É hoje!

  • Hoje é feriado nacional. A nossa seleção volta à Fortaleza para enfrentar a poderosa equipe da Colômbia, valendo vaga na semifinal da Copa do Mundo. 
  • Fecha tudo e o brasileiro se liga na festa do futebol. Amanhã é sábado e depois vem o domingo. Que se dane o comércio e o trabalho! E bola pro alto com uma bela vitória do Brasil!

Exposição no Banco

Ontem à noite aconteceu a abertura da exposição “Agricultura Familiar na Amazônia”, realizada pelo Banco da Amazônia, em seu Espaço Cultural. O evento faz parte das comemorações pela passagem dos 72 anos da Instituição, celebrado no dia 9 de julho. Entre os eventos culturais alusivos à data estão previstos, ainda, um Ato Ecumênico, show com a cantora Luiza Possi, apresentação do espetáculo “Reprises”, dos Palhaços Trovadores, e uma manhã festiva no Bancrévea. 

Amazônia 

No dia 26 de julho, o livro “Amazônia Selvagem”, de Richard Rasmussen será lançado às 19h30 na Saraiva do Boulevard Shopping. A edição reúne imagens do biólogo e suas aventuras pela Amazônia registradas pelas lentes do fotógrafo Marcos Lisa. 

Marajó no palco

A peça “Marajó - Terra de Ninguém”, promovida pelo Centro Cultural Atores em Cena, estreia neste sábado, às 20 horas, no Teatro Waldemar Henrique. O espetáculo retrata a realidade entre o coronelismo e o povo marajoara, bem como diversas situações que ainda são frequentes no arquipélago, como o descaso com a saúde pública e a violência contra crianças e jovens. O texto foi criado pelo teatrólogo e escritor paraense Ramon Stergamann, falecido em 2008. Ele será apresentado pela primeira vez no formato de teatro de arena.

Crise? Nem parece!

O companheiro João Carlos Pereira, em tour pela Europa, manda e-mail dizendo que, se há crise na Espanha, ela está muito bem escondida e ninguém vê. Diz ainda que Barcelona é um espetáculo. Há turistas em todos os lugares e as filas dobram quarteirão, nas grandes atrações, como a catedral da “Sagrada Família”. Bares, restaurantes e lojas estão superlotados. Come-se bem e não se paga caro. Se por aqui os preço são considerados em conta, em Portugal tudo parece de graça. Como está na época das liquidações, já há lojas baixando o preço (de verdade - não como no Brasil) em 70%, no geral.

Hora do blá-blá-blá

Depois da Copa, prepare-se. A partir do dia 19 de agosto começa a propaganda eleitoral na rádio e televisão. A coisa vai ferver entre os candidatos, mas os juízes que fiscalizam a propaganda eleitoral vão ficar de olho aberto. 

Eterno Bruno

  •  O poeta Bruno de Menezes morreu, em Manaus, há 51 anos. Seu querido amigo Rodrigues Pinagé preparou uma oração intitulada “Até logo, Bruno”, que não teve condição de ler, por estar emocionalmente muito abalado. Por isso deixou o texto na casa do poeta, aos cuidados de Maria de Belém Menezes. 
  •  Essas são informações preciosas para a história da literatura no Pará, repassadas pela professora Lenora Brito, filha mais nova de Bruno.

Desarticulados

Os semáforos da avenida José Malcher não estão sincronizados. Acende o verde e no outro quarteirão o vermelho. Assim o trânsito não flui. E, haja engarrafamento.

E agora, Walke?

  •  Lembram dos comentários maledicentes do arrogante Jérôme Walke, secretário geral da Fifa, quando vinha ao Brasil, antes da Copa? Pois bem, agora é outro papo. Está humilde, reconhecendo que sua pior frase foi aquela de dar um chute no traseiro da comissão organizadora da Copa.
  •  Ele reconheceu que tudo tem funcionado muito bem, os estádios cheios, muitos gols, enfim, era só  alegria. Provocado pelos jornalistas sobre segurança, ele apontou  pequenas falhas mas disse que no geral, está bom. 

Triste

Belém já tem a sua “cracolândia”, na Rua 1º de Março esquina da Riachuelo. Seria bom se os serviços sociais tomassem logo uma providência para evitar o crescimento desse triste cenário e desenvolvesse um trabalho para salver esses jovens que se drogam de dia e de noite.

Petróleo de Estrella

Sem muito alarde, até porque todas as atenções estão voltadas para a Copa, a Petrobrás bateu novo recorde de produção de petróleo do Pré Sal atingindo mais de 500 mil barrís/dia, que deverá chegar a 4 milhões nos próximos anos. O homem que descobriu o Pré Sal, se chama Guilherme Estrella, é geólogo da empresa há décadas e fez justiça ao seu sobrenome. Vai ter estrela assim, lá no oceano Atlântico...

Le Reginne

A amiga Regina de Paula, com 27 anos de experiência com o seu SPA Reginna, acaba de criar o “Le Reginne” junto com Alan de Paula para oferecer excelência em gastronomia saudável a quem deseja emagrecer com alimentação equilibrada, sem abrir mão do do prazer de comer. É um programa delivery, personalizado, simples e prático, com acompanhamentos nas áreas nutricional, educação física e psicológica. 

Beleza santarena

Em Santarém o Rio Tapajós está baixando após a grande enchente. As praias de Alter do Chão, eleita pelo jornal inglês “The Guardian” como a mais bela praia de água doce do mundo, começa a aparecer.  

Sem preconceito

Já chegou às livrarias de Belém o livro “Tempo Bom, Tempo Ruim” do deputado Jean Wyllys, escolhido o melhor parlamentar do Brasil em 2013. Na obra ele aborda temas que vão desde as manifestações de racismo no futebol, opção sexual, legalização da maconha, homofobia e conflitos sociais. Vamos ler.

VITRINE


  •  Trocaram as tradicionais músicas juninas, pelo chamado “forró eletrônico”, que nada tem a ver com o nosso folclore. Que saudade das músicas de Luís Gonzaga e de outros compositores.
  •  O engenheiro Fábiano Coelho faz aniversário hoje e ganha o abraço de sua grande legião de amigos. Parabéns.
  •  Merecidamente a presidente do Sindicato dos Jornalistas do Pará, Sheila Faro, recebeu homenagem do Conselho Estadual sobre Drogas, pelos serviços prestados na contribuição da política sobre drogas no Pará. 
  •  Bom dia para o amigo Adenauer Góes, leitor da coluna, logo cedo, no café da manhã.
  •  Com o passar do tempo, muita gente vai se acomodando e isso não se faz salutar. 
  •  O amigo Cícero Cantuária, que é uma das melhores figuras do cenário, troca de idade hoje. Daqui vai o meu abraço.
  •  Canja de galinha não faz mal a ninguém. Mas sopão de mocotó dá “sustança”, como se diz em Ponta de Pedras.
  •  Ângela do Espírito Santo está em dia de soprar velinhas e ganhar o coro de parabéns pra você, regido pelo marido Álvaro do Espírito Santo.
  •  Galvão Bueno está criando um novo bordão na expectativa de gritar na hora do Hexa. Calma, Galvão!
  •  Cantinho da poesia: “Com você conheci a grandeza do amor, a vida pra mim tem mais valor, porque tudo o que eu sempre quis ter, muito mais eu encontro em você.” (Roberto Carlos)
  •  Por hoje é só. Agora, me deem licença, a musa me chama. Volto amanhã.