06 de janeiro, 2016 - Belém

Bernardino Santos


Vigia dos 400 anos

  •  Hoje a cidade de Vigia festeja 400 anos de fundação. Como parte da programação, a Imprensa Oficial do Estado lançará a segunda edição da obra “Romanceiro da Cabanagem” de autoria do poeta e professor José Ildone, também membro da Academia Paraense de Letras.
  •  O lançamento será no prédio da Câmara de Vereadores de Vigia, considerado um local histórico, pois foi lá que os Cabanos tomaram, em 1835, a então Vila de Vigia. 

O presidente Daniel Lopes, com a esposa Marlyse Lopes, após pilotar o réveillon da Assembleia Paraense, está finalizando, com seus diretores, a programação do carnaval.De volta

O prefeito Zenaldo, com a esposa Rosário Coutinho, retorna sábado das férias na Europa. O governador Simão Jatene, com a primeira dama Ana Jatene, volta dos Estados Unidos,no domingo, dia 10.

Bom trabalho

O desembargador Francisco Sério Rocha, presidente do TRT, vai inaugurar, no final de 2016, antes de concluir seu mandato, o prédio de 14 andares que abrigará todas as varas do trabalho de Belém.

Olho no céu 

Chove carapanã em todo o Pará neste período chuvoso. Qualquer descuido pode ser fatal. Compre logo o seu mosquiteiro.

Prêmio literário

O paraense José Maria Vilar, vencedor do Prêmio Novos Dramaturgos, da Funarte, com a peça “A Ferrovia”, cujo tema é a construção da ferrovia Madeira-Mamoré, deve merecer uma atenção maior da Fumbel, nos festejos dos 400 anos de Belém. 

Brasil do Safadão

Camila Ribeiro de Souza, ainda festeja sua colação de grau em medicina pela UEPA dividindo as alegrias com seus pais Heder e Elizenir Souza. Agora a nova médica prepara-se para fazer especialização em São Paulo.O cantor Wesley Safadão virou fenômeno musical em 2015 e entra 2016 como o novo queridinho do Brasil. Está com agenda de shows lotada até o final do ano. 

Música na praça

O cantor e violonista Maca Maneschy, que enche, aos domingos, a praça Batista Campos com o melhor da MPB, diz que vai continuar em 2016. Sem patrocínio e sem cobrar nada, faz isso por amor à arte.

Mas que odor?

As laterais do Teatro Waldemar Henrique, na Praça da República, viraram o muro do xixi. Quem passa por lá não aguenta o odor.

Alguém explica?

Pergunta que precisa de resposta: por que a ponte estaiada que liga Oiapoque, no Amapá, a Saint George, na Guiana Francesa, que está prontinha, ainda não foi inaugurada e aberta ao tráfego internacional?

Tempo

A lindinha Júlia Lourenço Maneschy, ao lado de seus pais, Rosa e Luiz Augusto Maneschy, comemorou sua aprovação no processo seletivo para o curso de Direito no Cesupa. A futura advogada foi aluna do Colégio Santa Catarina. Pinço esta pérola da web: “você pode comprar um relógio, mas não pode comprar o tempo”. 

Na boca do povo

O ano começa com a mesma pergunta: o deputado Eduardo Cunha escapa na Comissão de ética do Congresso? 

Bomba!

Glicerina pura. Famoso travesti Rogéria, atualmente com 74 anos, vai lançar, neste primeiro semestre, suas memórias escritas pelo jornalista Marcio Paschoal. O livro, além narrar cenas de preconceitos, vai revelar alguns dos seus romances famosos com atores, cantores, empresários e políticos. Em Brasília, no tempo da ditadura, ele (a) teve um affair com uma figura poderosíssima do Palácio do Planalto.    

Mínimo na cabeça

Mal o salário mínimo foi decretado, os preços aumentaram ainda mais. Corte de cabelo popular, que custava 10 reais, passou para 12. Nos salões da high society subiu de 70 para 100 reais. 

Não ao fumo

Os chineses, que eram os maiores consumidores de cigarro do mundo, estão proibidos de fumar em ambientes públicos. 

Perigo nas ruas

Água mole em pedra dura, tanto bate até... Por isso volto a alertar a Semob: ônibus continuam pegando e deixando passageiros no meio da rua. É a véspera da tragédia.

Paixão?

“A paixão é um estado essencialmente transitório. É como uma enfermidade. Tem a sua fase de incubação, o seu período agudo, a sua declinação e a sua convalescença. É um facto reconhecido e ratificado por todos os fisiologistas das paixões”. (Ramalho Ortigão, escritor português)

VITRINE


  •  Foi animadíssimo o réveillon do Grêmio Literário Português. A Banda Orlando Pereira deu um verdadeiro show até o sol raiar.
  •  Na última segunda-feira o empresário Alýrio Gonçalves assumiu a presidência do Grêmio Português, para um mandato de dois anos.
  •  O engenheiro Fabiano Coelho trocou de idade ontem e reuniu os mais chegados para as comemorações de estilo. Daqui vai o nosso abraço.
  •  Já marquei consulta com a minha “bruxinha” Suely Cals. Neste início de ano vale jogar os búzios.
  •  Sob a coordenação do professor doutor Francisco Palheta Neto, o Hospital Bettina Ferro da UFPA terá duas turmas do 1º Curso de Administração de Estabelecimentos de Saúde.
  •  Bom dia para o advogado Octavio Avertano Rocha, leitor da coluna, logo cedo, no café da manhã.
  •  Os irmãos Renata e Hetore Sbrama preparam surpresas em seu restaurante para os amantes do bom vinho em forma de jantares harmonizados.
  •  Luciana Fajardo e Flávia Anjos já começam a esquentar os tamborins para colocar o Cavaleiros d’Noca na rua. Será o quarto ano do bloco carnavalesco.
  •  Vamos florir Belém. No pedacinho de terra em frente à sua casa, semeie flores.  
  •  Henriette Segotwich passa alguns dias em São Paulo em temporada de relax e negócios. Ela vem aí com nova academia.
  •  A agência Libra Design lança nesse início de ano um novo site e uma nova marca, com base em estratégia, planejamento e tecnologia.
  •  Cantinho da poesia: “O meu amor, tem um jeito manso que é só seu./ Que rouba os meus sentidos/ Viola os meus ouvidos com tantos segredos lindos e indecentes/ Depois brinca comigo/ Ri do meu umbigo e me crava os dentes, ai...” (Chico Buarque) 
  • Por hoje é só. Agora me deem licença, a musa me chama. Vou. Mas volto amanhã.