09 de fevereiro, 2015 - Belém

Bernardino Santos


Rainha

  •  O concurso de Rainha das Rainhas do Carnaval, versão 2015, tradicional evento das ORM, realizado pela 69ª vez, repetiu o sucesso dos anos anteriores, em noite glamourosa, no Hangar.
  •  Neste ano, 21 jovens, representando os principais clubes de Belém disputaram o cobiçado título na passarela do Hangar, na última sexta-feira..
  •  O corpo do juri, constituído por personalidades de fora do Estado, convidado especialmente pelas ORM, teve a responsabilidade de escolher a vencedora. Entre as integrantes do juri estava a cantora Fafá de Belém que ao lado do Dr. Rey, fez o maior sucesso.
  •  Os jurados tiveram muito trabalho na escolha, tanto qye houve empate até a última hora, quando foi proclamada como Rainha das Rainhas-2015, a bonita Dayane Dourado, candidata da Tuna Luso Brasileira.
  •  A fantasia da Rainha Dayane, denominada “Abracadabra” foi confecionado com muito bom gosto e talento, pelos estilistas Ocyr Oliveira e Manziny Júnior.
  •  As Princesas, pela ordem, foram: Brenda Aleixo, do Tênis Clube; Aline Guedes, da Assembléia Paraense; Rafaela Lobato, do Bancrévea e Natasha Farias, do Clube de Engenharia.
  •  A Rainha Dayane ganhou como prêmio um carro modelo UP da Wolkswagen e as princisas receberam passagens aéreas.
  •  Todo o concurso foi transmito diretamente do Hangar, a partir das 21 horas, pelo canal 23 da ORM Cabo; pelo Sistema Liberal de Rádio; pelo site ORM New e demais veículos das Organizações Romulo Maiorana.
  •  A apresentação do desfile foi de Kátia Corrêa e Marquinho Pinheiro. O colunista Adenirson Lage funcionou como mestre de cerimônia.
  •  O evento teve o patrocínio de Mônaco Veículos, Draft e Valeverde, com apoio do Estádio Fábio Pina. A  Rainha das Rainhas-2015 receberá um carro como prêmio e as princesas viagens 
  •  A tradicional faixa da Rainha foi confeccionado por Lucinha Cunha, num belo trabalho artístico. O troféu leva a assinatura do artista plástico Lassance Maia.  

Máscaras

Neste carnaval o que mais se vê nas ruas são as  máscaras do Nestor Cerveró, com aquele seu olho esquerdo caído e da ex presidente da Petrobrás, Graça Foster. Figuras de piratas e monstros perdem feio.

Padaria

Nesta quarta-feira será realizado no auditório da Fiepa, o Seminário Padaria Conceito, onde serão apresentadas as novas tendências para o setor da panificação nos próximos anos. O evento será realizado através de uma parceria entre o Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Pará e a Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria. 

Só aqui

Especialista em educação me conta que essa prática, aliás, é mais uma das coisas que só acontecem por aqui. Em outras cidades, isso não existe.

Em todas

Ninguém pediu minha opinião, mas, enquanto o MEC não acabar com o “ranqueamento” das escolas de ensino médio, colégios e cursinhos, vão continuar exibindo 

as fotos dos mesmos alunos em seus anúncios. A impressão que dá é a de que eles estudaram, ao mesmo tempo, em todas quando, às vezes, apenas assistiram a um seminário.

Língua do Papa

O Papa Francisco anda perdendo a mão em suas falas públicas. 

Primeiro, foi aquela frase aos jornalistas no avião papal dizendo que se xingar sua mãe sua santidade “manda a mão na cara da pessoa”, meio que defendendo os ataques ao jornal parisiense. Agora, saiu em defesa da palmada nas crianças dizendo ser “ senso de dignidade e que a punição deve ser justa”.   

Parque Musical

Criado pelo arquiteto Paulo Chaves, secretário de Cultura, o projeto Parque Musical está completando 10 anos de sucesso, com apresentações de artistas paraenses no Teatro Gasômetro. Só no ano passado foram realizados 30 show. Para está nova temporada já estão agendados: Careca Braga, Gigi Furtado, Nane Reis, Mini Paulo, Ziza Badilha, Juliana Sinimbu e Dayse Adário.

Frutas nativas 

Nem muruci, nem pupunha, nem biribá, castanha-do-pará, uxi, taperebá, bacuri, umari, camapu, nada ainda pintou nas feiras. São frutas nativas que estão desaparecidas, nestes tempos em que já deveriam estar sendo comercializadas. Até parece que os produtores aguardam aumentar ainda mais a inflação para que os preços subam mais do que já subiram.